Artigos Geral

Os Pilares do Islam - A Oração04 JUL

SEGUNDO PILAR DO ISLAM

A Oração:

A oração é a primeira das adorações instituídas por (Allah) Deus no Islam.

E tamanha é a sua importância que foi a única que não foi transmitida ao profeta Muhammad (que a Paz e a Bênçãos de Deus estejam sobre ele), através do arcanjo Gabriel aqui na terra.

A sua transmissão se deu no céu, feita diretamente por Allah ao Seu Mensageiro, nos eventos conhecidos como Al Isrá (A viajem noturna) e Al Miráj (A ascensão).

A oração é citada no Alcorão mais de 117 vezes, a sua finalidade está expressa neste versículo.

"Sou Deus. Não há divindade além de Mim ! Adora-Me, pois, e observa a oração, para celebrar o Meu nome." (Alcorão Sagrado 20:14)

A obrigatoriedade da oração veio expressa tanto no Alcorão como na Sunnah.

"A oração é uma obrigação prescrita aos crentes, para ser cumprida em seu devido tempo." (Alcorão Sagrado 4:103)

A forma de fazê-la nos foi passada pelo profeta Muhammad (que a Paz e a Bênçãos de Deus estejam sobre ele), através da Sunnah. Disse o Profeta Muhammad (que a Paz e a Bênçãos de Deus estejam sobre ele): "Orai como me vistes orando."

A oração é considerada a base fundamental da religião. Disse o profeta Muhammad (que a Paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele): "Para o muçulmano cair na heresia e no ateísmo, basta somente que ele deixe de cumprir as orações."

Allah instituiu cinco orações diárias obrigatórias, onde o muçulmano estabelece um elo, uma ligação direta entre ele e Deus, sem a necessidade de intermediários para isto, onde ele expressa a sua gratidão e amor a Deus, fortificando, dessa forma, o coração, o corpo e o espírito.

A oração islâmica é um conjunto perfeito, onde o muçulmano alcança diversos benefícios, na parte espiritual, ele alcança paz de espírito elevando-o, na parte física, ele realiza um exercício diário, através dos seus movimentos, beneficiando com isso o seu corpo e é um estimulo à utilização da sua razão, a partir do momento em que tem que saber o que diz na oração, raciocinando em cima dos versículos que são recitados na oração.

Logo, o muçulmano que pratica as cinco orações diárias está reforçando, cinco vezes ao dia, a crença sobre a qual repousa a sua fé, pois a prática da oração é um dos maiores sinais de fé, e a prova mais óbvia da gratidão a Deus pelas Suas incontáveis graças.

Nesses momentos, o muçulmano é relembrado de que Deus o está observando e ao seu comportamento diário, assim, ele procurarará afastar-se de tudo aquilo que é ilícito e fazer tudo aquilo que agrada a Deus.

"Recita o que te foi revelado do Livro e observa a oração, porque a oração preserva o (homem) da obscenidade e do ilícito; mas, na verdade, a recordação de Deus é o mais importante. Sabei que Deus está ciente de tudo quanto fazeis." (Alcorão Sagrado 29:45)

"Amparai-vos na perseverança e na oração. Sabei que ela (a oração) é carga pesada, salvo para os humildes, Que sabem que encontrarão o seu Senhor e a Ele retornarão." (Alcorão Sagrado 2:45-46)

Nós devemos ter sempre em mente que Deus não precisa da nossa oração, porque Ele está livre de qualquer necessidade. Nós, pelo contrário, é que precisamos dela pois ela nos traz inúmeros benefícios, como os já vistos, além de vários outros, como o de estar imprimindo a organização, a disciplina, a perseverança e a ordem na nossa vida.

A oração nos treina todas as virtudes que tornam possível o desenvolvimento de uma pessoa feliz,  proporcionando-nos equilíbrio e paz interior.

O Islam é uma religião social, por isso, é uma doutrina que agrega e congrega, cria o grupo e a comunidade.

Logo, podemos verificar o estímulo à oração feita em grupo, onde os muçulmanos ficam alinhados em fileiras, simbolizando com isso a igualdade que prevalece entre todos quando estão diante de Deus, não havendo diferenças entre o rico e o pobre, o negro e o branco, nem privilégios do governante para o governado. Além do mais, faz com que os muçulmanos se reencontrem pelos menos cinco vezes ao dia, fortificando, com isso, os laços de amizade, por exemplo, ao constatarem a ausência de alguém que costuma ser assíduo nessas orações,   procuram-no para verificar se está doente ou necessitando de algo.

Embora a oração seja aceita por Deus em qualquer lugar, como nas nossas casas, local de trabalho,  etc., Deus nos orientou para que construíssemos as mesquitas para que estas orações em grupos pudessem ser realizadas.

"(Semelhante luz brilha) nos templos (Mesquitas) que Deus tem consentido sejam erigidos, para que neles seja celebrado o Seu nome e neles O Glorifiquem de manhã e à tarde." (Alcorão Sagrado 24:36)

"Sabei que as mesquitas são (as casas) de Deus; não invoqueis, pois, ninguém, juntamente com Deus." (Alcorão Sagrado 72:18)

Disse o profeta Muhammad (que a Paz e a Bênçãos de Deus estejam sobre ele): "Para aquele que constantemente vai à mesquita, ou dela volta, Deus prepara uma mansão no Paraíso, tanto na ida como na volta." (Relatado por Bukhári e Muslim).

E disse também: "Quanto àquele que fizer corretamente a ablução em sua casa, em seguida for a uma das casas de Deus para realizar uma das orações obrigatórias, saiba que, por cada passo que der, ser-lhe-á perdoada uma falta ou ele será elevado em um grau." (Relatado por Muslim).

A obrigatoriedade da oração recai sobre:

Os muçulmanos; homens e mulheres que atingiram a puberdade,que gozam de plenas faculdades mentais.

As condições prévias necessárias para validade das orações são:

Estar purificado (com ablução):

"Ó fiéis sempre que vos dispuserdes a observar a oração, lavai o rosto, as mãos e os antebraços até aos cotovelos; esfregai a cabeça, com as mãos molhadas e lavai os pés, até aos tornozelos..." (Alcorão Sagrado5:6)

E só terá que renová-la para a próxima oração caso  a quebre.

Isso se dá em caso de necessidades biológicas, caso tenha um ferimento, por onde o sangue escorra, dormir, desmaio ou perda da consciência.

Existem situações em que, ao invés da ablução, temos que tomar um banho completo para realizar as orações.

Isto se dá em caso da ejaculação provocada ou involuntária, após as relações sexuais, ao término da menstruação e do pós-parto.

"Ó fiéis, não vos deis à oração, quando achardes ébrios, até que saibais o que dizeis, nem quando estiverdes polutos pelo dever conjugal - salvo se vos achardes em viagem, até que vos tenhais higienizado..." (Alcorão Sagrado 4:43)

Segunda condição - Realizar as orações no seu horário específico.

"Observai a devida oração, porque ela é uma obrigação, prescrita aos fiéis para ser cumprida em seu devido tempo." (Alcorão Sagrado 4:103)

E quando o Profeta Muhammad (que a Paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), foi indagado sobre a mais nobre das ações disse:"A oração celebrada no seu tempo exato."

Citaremos, agora, um versículo referentes aos horários das orações:

"Glorificai, pois, Deus, quando anoitece e quando amanhece! Seus são os louvores, nos céus e na terra, tanto na hora do poente como ao meio-dia." (Alcorão Sagrado 30:17-18)

Outra condição - Estar direcionado à Makka:

Os muçulmanos de todos os cantos do planeta, ao realizarem as suas orações, se voltam em direção a Makka, simbolizando dessa forma a sua unidade, e seguindo a determinação de Deus, o Altíssimo:

"Orienta teu rosto (ao cumprir a oração) para a Sagrada Mesquita (de Makka)! E vós (crentes), onde quer que vos encontreis, orientai vossos rostos até ela." (Alcorão Sagrado 2:144)

Quem desconhecer a sua direção deverá, através da dedução, direcionar-se para aquela que lhe parecer a mais acertada.

4º- A intenção. Sem a Intenção nenhum ato de adoração é valido.

5º- E estar vestido adequadamente:

O homem deve cobrir-se no mínimo do umbigo até o joelho, e a mulher o corpo todo com exceção do rosto e das mãos.

Ambos não deverão usar roupas transparentes ou apertadas que marquem o corpo.

Agora, citaremos alguns versículos da Bíblia, que nos mostram que a forma em que os profetas anteriores a Muhammad s.a.w.s. oravam é bem semelhante a que nós muçulmanos oramos.

Quanto a fazermos a ablução antes das orações: "Colocou a bacia entre a tenda da reunião e o altar, enchendo-a com água para as abluções. Moisés, com Aarão e os filhos deste, lavavam as mãos e os pés, quando entravam na tenda da reunião ou quando se aproximavam do altar, conforme Javé tinha ordenado a Moisés." (Êxodo 40:30-32)

Quanto à forma de fazermos a oração: "Jesus foi um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto por terra, e rezou..." (Mateus 26:39)

"... Então Josué prostrou-se com o rosto por terra e o adorou..." (Josué 5:14)

"... Elias subiu ao topo do monte Carmelo e se encurvou até o chão, colocando o rosto entre os joelhos." (I Reis 18:42)

"Moisés e Aarão se afastaram da comunidade, foram para a entrada da tenda da reunião e se prostraram diante dela, com o rosto por terra." (Números 20:6)

"Abraão caiu com o rosto por terra. E então Deus lhe falou..." (Gênesis 17:3)

"Quando Salomão acabou de dirigir a Javé toda essa oração e súplica, levantou-se diante do altar de Javé, no lugar em que estava ajoelhado e de mãos erguidas para o céu." (I Reis  8:54)

"Então o servo se prostrou e adorou a Javé..." (Gênesis 24:26)

"... Todos se ajoelharam e se prostraram." (Êxodo 4:31)

"Entrem e se prostrem e se inclinem, bendizendo a Javé que nos fez." (Salmos 95:6)

"Jesus foi um pouco mais adiante, prostrou-se por terra..." (Marcos 14:35)

"Ele se prostrará com o rosto por terra, adorará a Deus." (I aos Coríntios 14:25)

"Ao saber que o rei tinha assinado o documento, Daniel foi para casa. No andar de cima havia uma janela que dava para o lado de Jerusalém. Três vezes por dia ele se ajoelhava ali para rezar e louvar o seu Deus, e assim fazia sempre." (Daniel 6:11)

"De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus se levantou e foi rezar num lugar deserto." (Marcos 1:35)

Disse o profeta Muhammad (que a Paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele):

"O momento em que o muçulmano está mais perto de Deus é quando ele estiver prostrado em oração''